Começa a quinta edição da Peru Arte Contemporânea

Começa a quinta edição da Peru Arte Contemporânea

Laura Belém é a única brasileira selecionada para concorrer ao Prêmio Projetos Solo

   Com curadoria de Daniela Pérez, a mostra principal do evento reúne sete galerias da Argentina, quatro dos EUA, uma da Venezuela, uma de Cuba, oito do Peru, duas da Colômbia, uma do Chile e duas do Brasil, ambas de São Paulo – Vermelho e Zipper. Segundo Diego Costa Peuser, presidente da Feira, o evento “se reafirma nesta quinta edição como oportunidade de apresentação de novos talentos locais e intercâmbio com artistas do cenário internacional”. Peuser destaca como principal atividade da Feira deste ano o lançamento do livro “77 artistas contemporâneos peruanos”, editado e publicado pelo MATE - Museu Mario Testino, catalogando renomados da Arte do Peru num panorama que aborda várias categorias como escultura, multimídia, instalações 3D e arquitetura. Na imagem, fotografia de Laura Belém, série Reconstrução, 2017.

Participação brasileira

A Vermelho apresenta obras de Cadu, Marcelo Mocheta e Guilherme Peters. A Zipper mostra trabalhos de João Castilho e Janaina Mello Landini.

Cadu, Partitura III, 2011, trem elétrico, trilhos, copos de vidro, dimensões variadas

Cadu, Partitura III, 2011, trem elétrico, trilhos, copos de vidro, dimensões variadas

Projetos Solo

   O objetivo deste Projeto na PAaC é mostrar obras de artistas cujos interesses e preocupações vislumbram investigação de várias estratégias, formatos e meios de comunicação, bem como a dinâmica do seu próprio processo artístico com abertura para uma conscientização da comunidade do mundo de hoje, especialmente nosso relacionamento com a natureza. No Solo, estão seis artistas que foram escolhidos pela curadora Daniela Pérez. O primeiro lugar ganha o prêmio de cinco mil dólares e o segundo lugar uma residência na Mana Contemporary, nos EUA. Entre os selecionados, a única brasileira é a artista Laura Belém, representada pela Athena Contemporânea, do Rio de Janeiro. Os outros cinco são: Artistas que fazem parte dos Solo Projects em 2017 são: Juanli Carrión (Espanha) com Y Gallery (Nova York), Emilia Azcárate (Venezuela) com Henrique Faria (New York), Emanuel Tovar (México) com Páramo Gallery (Guadalajara), Andrés Marroquín W. (Peru), com Revolver (Lima) e Rubéola Dávila (Peru) com Henrique Faria (Buenos Aires).

Laura Belém Solo

   A artista apresenta na mostra 11 fotografias inéditas da série “Reconstrução”, 2017, 40 x 51cm. As obras foram desenvolvidas a partir de uma ocorrência em Belo Horizonte. Em 2014, a Prefeitura da cidade cortou várias árvores centenárias de uma importante avenida no Centro, alegando a existência de uma praga, o que se provou ser controverso. A população local e ambientalistas protestaram, mas, mesmo assim, mais de dez árvores foram cortadas ao meio, permanecendo no local seus troncos mortos. As árvores não voltaram a crescer e a artista fotografou esses troncos com filme em preto e branco e, em seguida, realizou composições com cristais e pedras semipreciosas sobre as imagens impressas. As composições foram então fotografadas novamente, originando a Série.

Laura Belém, série Reconstrução, fotografia, 2017

Laura Belém, série Reconstrução, fotografia, 2017

A curadora da PArC

   Daniela Pérez vive e é curadora na Cidade do México. Recentemente, entre 2015 e 2017, foi vice-diretora artística no Museu Tamayo. Em 2015, foi curadora da exposição sobre Gustav Metzger no Museu Jumex. É cofundadora em 2011 de site que desenvolve e promove projetos de arte contemporânea. Em 2013, Pérez recebeu uma bolsa da Fundação para a Iniciação em Artes e integrou parte da equipe curatorial da Bienal do Mercosul, Porto Alegre, Brasil. Entre 2007 e 2011, foi curadora associada do Museo Tamayo. Trabalhou no Museu de Arte Moderna de São Paulo; New Museum, em Nova York; Arte Carrillo Gil Museum no México e escreve regularmente para várias publicações. Daniela tem ministrado cursos e prestado consultoria nas escolas de arte La Esmeralda e Soma. Obteve mestrado em Curating Contemporary Art Royal College of Art, em Londres.

Residence Mana

   Este ano, uma das novidades do evento é a parceria com a organização Mana Contemporânea, fundada em 2011 nos Estados Unidos. O segundo projeto Solo selecionado vai ser premiado com uma residência de três meses no Mana Wynwood onde são oferecidos serviços, espaços e programação para a comunidade mais criativa. 

Laura Belém, série Reconstrução, fotografia, 2017

Laura Belém, série Reconstrução, fotografia, 2017

   Os prêmios têm como objetivo difundir a Arte Contemporânea na América Latina, apoiando o crescimento da comunidade artística.

PArC 2017
Abertura dia 19 de abril de 2017, às 19h, para convidados
Dias 20, 21 e 22, das 14h às 21h
Domingo, dia 23 de abril, das 14h às 20h
Museu de Arte Contemporânea, Lima
 
Silvia Cintra faz retrospectiva de Amilcar de Castro

Silvia Cintra faz retrospectiva de Amilcar de Castro

Lena Bergstein apresenta fotografias pela primeira vez

Lena Bergstein apresenta fotografias pela primeira vez