ArteBA tem Brasil e Alemanha no Comitê de Seleção

ArteBA tem Brasil e Alemanha no Comitê de Seleção

A Feira aumenta participações internacionais e recebe mais de 350 artistas

   Depois de completar 25 anos em 2016, a tradicional Feira de Arte de Buenos Aires faz novas apostas para 2017. A mais importante de todas é o peso marcante de galerias internacionais - são 91 galerias, sendo a metade internacional - e o significativo número de 23 galerias que participam pela primeira vez do evento. O brasileiro Eduardo Brandão, da Galeria Vermelho, em São Paulo, participa do Comitê que assina a curadoria oficial da tradicional Feira argentina. Além do Brasil e da própria Argentina, participam galeristas da Áustria, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Japão, Kosovo, México, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. Anualmente, Buenos Aires se prepara para a Feira, que atrai cerca de 80 mil visitantes. Na imagem acima, obra da carioca Paula Klien, Cocoon, 2017, nanquim em seda sobre espuma.

Seção Principal

   Como em todas as outras feiras mundiais, a ArteBA organiza um salão principal no evento. Neste ano, são 54 galerias, das quais 26 são do exterior. E há dois espaços em destaque:  para Projetos Especiais de galerias envolvendo até três artistas com  – selecionados pela Curadoria da Feira - que envolvem  15 galerias no Pátio Bullrich e 16 galerias concentrando somente artistas renomados com exibição de uma ou mais obras de um artista único no  AA2000 com objetivo de destacar obras emblemáticas de artistas modernos e contemporâneos. A curadoria desta seleção de renomados é assinada, nesta edição, por Ana María Batistozzi (crítica de arte e curadora independente, Buenos Aires), José Luis Blondet (curador de projetos especiais LACMA, Los Angeles) e Luiza Teixeira de Freitas (curadora independente, Lisboa).

Brasil na Curadoria

   Quem define as galerias que podem participar é um Comitê de seleção independente, responsável pela avaliação de todas as propostas que se candidatam a participar da Feira. O Comitê deste ano é formado por  Ana María Battistozzi (crítica de arte e curadora independente, Buenos Aires), Orly Benzacar (presidente da Meridian e proprietário da galeria Ruth Benzacar Galeria de Arte, Buenos Aires), Ignacio Liprandi (proprietário da galeria Ignacio Liprandi Arte Contemporânea, Buenos Aires), Eduardo Brandão (galeria Vermelho, São Paulo) e Sabine Schmidt (galeria PSM, Berlim).

Artistas brasileiros

   Seis galerias brasileiras participam desta edição da ArteBA, todas estão sediadas em São Paulo: Baró,  Blau Projects, Casa Triângulo, Galeria Leme, Galeria Vermelho e Emma Thomas. Os artistas Luciano Figueiredo, Jessica Mein, Antonio Malta Campos e Vivian Caccuri participam pela Casa Triângulo, que leva Mauro Piva para a AA2000.  Da Emma Thomas, estão Alan Fontes, Erika Malkoni e Paula Klien.

Paula Klien, Invisibilities, 2016

Paula Klien, Invisibilities, 2016

Luz e sombras

   Com carreira em ascensão, a carioca Paula Klien apresenta oito obras, sendo sete delas inéditas. Conceituada na Fotografia com dois livros publicados, Paula Klien retoma sua primeira manifestação artística, as Artes Plásticas, e experimenta o milenar nanquim em processo criativo abstrato. Em fevereiro passado, Klien apresentou a individual “Invisibilities”, reunindo pinturas de grandes dimensões e uma escultura / objeto na Auguststrasse, referência do circuito de artes de Berlim. De lá, seguiu para Nova Iorque para participar da Clio Art Fair, no Chelsea. Agora, em Buenos Aires. E vai seguir a rota internacional com mais dois eventos agendados para o próximo setembro em Londres e Berlim, respectivamente.

“ArteBA”

Abertura dia 24 de maio, às 14h

Horário diário, 14h às 21h

Término dia 27 de maio de 2017, às 21h

Centro de Exposições do Complexo La Rural, Buenos Aires (Avenida Sarmiento, 2704-Palermo)

“Fronteiras, limites, interseções: entre a Arte e o Design” 

“Fronteiras, limites, interseções: entre a Arte e o Design” 

MAM Rio faz panorama da produção de Franklin Cassaro

MAM Rio faz panorama da produção de Franklin Cassaro