Itália mostra desenho inédito de Michelangelo no aniversário de Roma

Itália mostra desenho inédito de Michelangelo no aniversário de Roma

O esboço é apresentado pela primeira vez ao público nas comemorações dos 2.770 anos da capital

   A descoberta do esboço aconteceu recentemente na casa de Michelangelo Buonarroti (1475-1564) em Florença durante o restauro do desenho “O Sacrifício de Isaac”. Trata-se de um esboço feito com lápis preto no verso do papel utilizado pelo artista para realizar "O Sacrifício de Isaac" (na imagem). A Coleção de obras gráficas de Michelangelo pertence à Buonarroti Fundação Casa em Florença e é composta por 250 trabalhos. São esboços e desenhos que identificam a essência criativa do processo desenvolvido por Michelangelo.

Achados preciosos

   A exposição "Michelangelo: obras-primas reencontradas", que inclui o desenho inédito, reúne várias outras obras do artista que foram reencontradas ou restauradas. A exposição tem curadoria de Pina Ragionieri, presidente da Casa Buonarroti, que concebeu a exposição após o achado inesperado do esboço. “Durante a restauração de alguns desenhos de Michelangelo na Casa Buonarroti foi feita essa descoberta extraordinária. A remoção do cartão do desenho de Michelangelo ‘O Sacrifício de Isaac’ nos permitiu encontrar uma espécie de ‘rumo’ de algumas obras que foram realizadas por Michelangelo naquele período”, afirma Ragionieri.

A capital da Itália festejou a fundação em 753 a.C. por Rômulo com desfiles pelas ruas

A capital da Itália festejou a fundação em 753 a.C. por Rômulo com desfiles pelas ruas

Festa em Roma

   A prefeita da capital italiana, Virginia Raggi, decidiu exibir pela primeira vez ao público o desenho inédito de Michelangelo na abertura das comemorações do aniversário de Roma. Fundada em 21 de abril de 753 a.C. por Rômulo, Roma tem história caracterizada pelo Império Romano – período pós-republicano da antiga civilização romana, liderado por um imperador e por extensas possessões territoriais ao redor do mar Mediterrâneo  na Europa, África e Ásia."É um dia importante para Roma e um modo particular de festejar é apresentar ao público um desenho de Michelangelo que era até o momento desconhecido", disse Raggi.

"Roma se confirma na 'vitrine mundial' para reviver a arte a turistas e aos cidadãos. Michelangelo sem dúvida é parte de Roma e portanto agradeço a todos que fizeram essa exposição possível", disse a prefeita da cidade junto ao ministro dos Bens Culturais da Itália, Dario Franceschini, e ao assessor da cultura de Roma, Luca Bergamo. 

"Michelangelo: obras-primas reencontradas”

Término dia 7 de maio de 2017

Sala Pietro da Cortona, Palazzo dei Conservatori, Museus Capitolinos, Roma

“Salve Jorge 23” reúne mais de 100 e reabre Porto das Artes

“Salve Jorge 23” reúne mais de 100 e reabre Porto das Artes

MIS de São Paulo faz homenagem a Allan Porter, editor da revista Camara

MIS de São Paulo faz homenagem a Allan Porter, editor da revista Camara