MAM Rio faz panorama da produção de Franklin Cassaro

MAM Rio faz panorama da produção de Franklin Cassaro

"As dobras no espaço-tempo" reúne conjunto significativo da obra do escultor

   Com curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes, a exposição individual apresenta processo criativo de Franklin Cassaro com instalações, esculturas, objetos, fotografias e obras interativas. “As dezenas de obras que a integram nos chamam a atenção para sua diversidade material e morfológica e não para as suas semelhanças – infláveis; recicloides; desenhos mordidos; vulvas e performances, por exemplo, não apontam para um imaginário dispersivo ou para a falta de “unidade de estilo” tão temida por alguns colecionadores e críticos”, afirmam os curadores sobre a trajetória de Cassaro. Acima, fotografia de Jaime Acioli, "Levitação cúbica", 2001. 

Franklin Cassaro, Recicloide

Franklin Cassaro, Recicloide

   Em texto da Exposição, Cocchiarale e Fernanda Lopes observam, ainda, que “tal diversidade, inversamente, caracteriza a produtiva inquietação que move o processo do artista, mas é importante lembrar que essas dobras do espaço-tempo processuais de Cassaro estão apresentadas com base em conceitos cosmológico-ficcionais que as tornam, durante a exposição, um único trabalho. Merece, também, destaque a relação do trabalho do artista com a tradição da escultura clássica. Moldado em barro, fundido em bronze, fruto do desbaste do mármore ou da madeira, o bloco escultórico sustenta seu volume e massa próprios, no espaço, a partir de base em que eram fixados os pés das figuras esculpidas. A densidade e resistência dos próprios materiais de que eram feitas não eram suficientes para mantê-las de pé.  

Franklin Cassaro, Nodus Chorda Vulviforme  Rósea

Franklin Cassaro, Nodus Chorda Vulviforme  Rósea

   Escultores modernos como Wladimir Tatlin (contrarrelevos) ou Alexander Calder (móbiles) puderam revolucionar a escultura tradicional liberando-a do peso do bloco. Amarrados por cabos em ângulos de paredes, ou flutuantes, graças ao efeito do vento sobre sua estrutura (montada em função de sua suspensão a partir de um único ponto fixo no teto), esses trabalhos lograram separar volume e massa.

   Primeiramente nos infláveis e depois em toda sua obra subsequente, Cassaro investiga diferentes possibilidades de autossustentação da escultura sem quaisquer outros recursos que não os de sua materialidade. Entretanto, os materiais escolhidos para fazê-lo são de natureza diametralmente oposta àquela da solidez da pedra ou do metal.

   Nessas esculturas, portanto, entranhas/superfície, esqueleto/pele são feitos da mesma matéria; feitas só de ar, só de latas de refrigerante, de papéis de alumínio ou de mordidas em papel, elas criam um solo poético comum que ancora essa real e positiva pluralidade. Franklin nunca desvincula a invenção de seus trabalhos, dos métodos, técnicas e materiais utilizados para produzi-los”.

Franklin Cassaro, Calaveiron Recicloide Articulado

Franklin Cassaro, Calaveiron Recicloide Articulado

A matéria prima vento

   Franklin Cassaro nasceu em 1962 no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha. Ele cria objetos que se modificam e estão em constante evolução. Elementos como o ar e o vento são fundamentais em muitos de seus trabalhos, como o monumental "Ocaôca", de 2001. As performances do artista surgem como atos escultóricos. Sua obra possui influências de Lygia Clark. Cassaro tem inúmeras exposições individuais e coletivas no currículo que começou a ser construído na década de 1980. Participou da Frieze Art Fair, de Londres, em 2006, da Art 35 Basel, em 2004, da Art Basel Miami Beach e da Art 34 Basel, em 2003. Em 2000, integrou a VII Bienal de Havana, a ARCO – Feira Internacional de Arte Contemporânea, em Madri, e a Artissima, de Turin, na Itália.

Franklin Cassaro, Reviramento Genus Zero Róseo Sobre Pelos de Encerar

Franklin Cassaro, Reviramento Genus Zero Róseo Sobre Pelos de Encerar

"As dobras no espaço-tempo"
Abertura dia 27 de maio de 2017, das 15h às 18h
Término dia 2 de julho de 2017, às 17h
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
ArteBA tem Brasil e Alemanha no Comitê de Seleção

ArteBA tem Brasil e Alemanha no Comitê de Seleção

Adel Gonzaga apresenta obras em Braille no Benjamin Constant

Adel Gonzaga apresenta obras em Braille no Benjamin Constant