Museu Nacional vive e integra a Primavera dos Museus

Museu Nacional vive e integra a Primavera dos Museus

Incêndio que destruiu o MN trouxe à tona uma série de temas urgentes ao Setor  

Com o tema “Celebrando a Educação em Museus”, acontece na 12ª Primavera dos Séculos, que promoveu a reflexão sobre as instituições presentes em um museu, como educar e contribuir sem despertar de interesse pela cultura e história. Mas, nesta edição, aprimorada-se todos os debates temáticos sobre a causa do incidente com o 90% do acervo do Museu Nacional e danificou a estrutura do prédio. Envolvendo cerca de 900 instituições, são realizadas em todo o mundo.

 Quinta da Boa Vista: primeira exposição após o acidente apresenta algumas das peças salvas

Quinta da Boa Vista: primeira exposição após o acidente apresenta algumas das peças salvas

MN vive sim!

Nesta quarta (19), o reitor da UFRJ, Roberto Lehrer esteve junto ao MCTIC, ao MEC e ao MinC trabalhando para que não faltem recursos ao Museu em 2019, visando a garantia não apenas das obras necessárias, mas também a de recuperação do acervo e continuidade do ensino e pesquisa. A Concrejato, empresa escolhida pela Universidade, por ter apresentado o menor orçamento para realizar as obras imediatas na estrutura do Museu, começou a trabalhar nesta semana. No domingo (16), em tendas montadas na frente do que restou da fachada da construção, foram apresentados ao público algumas peças que foram encontradas nos escombros. Segundo a educadora muse”. 


 Semana de Design no MAM Rio faz homenagem e alerta a sociedade para movimento cultural

Semana de Design no MAM Rio faz homenagem e alerta a sociedade para movimento cultural

museu nacional-mam.jpg

12ª Semana em luto

O evento é realizado pelo Governo através do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Notadamente de luto devido ao incêndio que destruiu o Museu Nacional/UFRJ no último dia dois. 

Celebração com tristeza

O principal homenageado deste ano, aos 200 anos de museus no Brasil, seria justamente o Museu Nacional/UFRJ, primeira instituição museológica brasileira. No texto de apresentação da Primavera dos Museus, o Ibram afirma que "tragicamente é também o ano em que testemunhamos a sua triste destruição, e de grande parte de seu acervo, em decorrência de um incêndio descomedido, bem como assistimos aos desdobramentos desse desastre para todo o campo museal. Esses dias nos impõem outra Primavera dos Museus: que nos leve a refletir sobre as circunstâncias presentes, sobre o que há para celebrar e como orientar nossos trabalhos daqui em diante". 

 O incêndio do dia dois de setembro mergulhou o País numa tristeza que traz muitas reflexões

O incêndio do dia dois de setembro mergulhou o País numa tristeza que traz muitas reflexões

Análise sobre momento atual

O documento publicado na divulgação do evento faz uma análise conjuntural, mas também estrutural e revela o quanto o Brasil precisa ainda crescer no setor apesar das grandes instituições que possui. Todas as regiões do país participam desta Semana com suas instituições integradas à programação trazendo inúmeras e diversas atividades imperdíveis. 

Reproduzimos aqui o documento do Ibram na íntegra. " Neste ano de 2018, celebramos os 200 anos de museus no Brasil, marcado pela criação da primeira instituição museológica brasileira, o Museu Nacional/ UFRJ, localizada no Rio de Janeiro. Tragicamente é também o ano em que testemunhamos a sua triste destruição, e de grande parte de seu acervo, em decorrência de um incêndio descomedido, bem como assistimos aos desdobramentos desse desastre para todo o campo museal. Esses dias nos impõem outra Primavera dos Museus: que nos leve a refletir sobre as circunstâncias presentes, sobre o que há para celebrar e como orientar nossos trabalhos daqui em diante. 

Museus são espaços múltiplos e dinâmicos que assumem importantes funções na guarda do patrimônio museológico e das memórias, no fortalecimento da cidadania e das noções de pertencimento e identidade, no respeito à diversidade e à valorização da cultura. A educação em museus exerce papel fundamental no fortalecimento, visibilidade e valorização das memórias e dos museus brasileiros com o propósito de aumentar os laços afetivos e o sentimento de pertencimento da sociedade por essas instituições, bem como o reconhecimento das identidades e o respeito à diversidade. 

Como preconizado pela Política Nacional de Educação Museal - PNEM, a educação é, em suas múltiplas dimensões, imprescindível para a assegurar a própria existência dos museus. Esse é um dos indicadores que nos permitem avaliar as perdas decorrentes do incêndio no Museu Nacional: o potencial educativo e instrutivo das suas coleções e das pesquisas ali desenvolvidas. Essa herança imaterial, juntamente com o inestimável valor histórico do seu patrimônio contribuíram para fazer do Museu Nacional uma referência para a construção da identidade nacional. 

 O Museu Nacional perdeu pelo menos 90% do seu acervo, cerca de 20 milhões de peças

O Museu Nacional perdeu pelo menos 90% do seu acervo, cerca de 20 milhões de peças

Neste momento, nos dispomos a refletir e a fortalecer nas instituições museológicas e processos museais a sua função educativa, especialmente na difusão e acessibilidade às conquistas em diferentes áreas do conhecimento como também na forma de explicitação da função social dos museus, de sua responsabilidade, para o aprimoramento do exercício da cidadania, qualificando a vida em sociedade, baseada no respeito e valorização da memória social de diferentes grupos sociais e no zelo e publicização do patrimônio cultural musealizado. 

O texto da Política Nacional de Educação, publicado em portaria pelo Ibram, está sendo difundido pelo Caderno da PNEM, uma publicação que relata históricos da área, resgata o processo de criação da política e demonstra sua aplicabilidade, propagando princípios e diretrizes da educação em museus, que são gestores, educadores e outros negócios nessas práticas. 

Incorporando as reflexões sobre as violências do Museu Nacional e os seus princípios comemorativos desta 12ª Primavera dos Museus, nos juntamos para o fortalecimento do campo museal brasileiro. Por isso, é um espectáculo público e uma educação sobre a dimensão dos museus, em todos os seus aspectos, e a sua importância na dinamização dos espaços museais e do campo museal brasileiro. "

museu nacional.jpg

Consulte uma programação completa no site especialmente para esta 12ª Semana: http://programacao.museus.gov.br






Krajcberg no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Krajcberg no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Bienal 2018: "Afinidades afetivas" visa aproximação com o público

Bienal 2018: "Afinidades afetivas" visa aproximação com o público