Pedro Barbosa lança 56 poemas sobre Violência

Pedro Barbosa lança 56 poemas sobre Violência

Livro “Liturgia da Bala” é o segundo livro do autor em dois anos

   Em 2015, Pedro Barbosa lançou "Setembros". Desta vez, também pela Penalux, apresenta poemas recentes em 82 páginas, divididos em quatro blocos temáticos. Cada bloco com 14 poemas: “Balística”, “Gravidade”, “Poética” e “Marechal”. O autor se inspirou nos fatos recorrentes na sociedade brasileira que segue em convivência com uma Violência diária, horária, que pode ser até comparada aos ritos religiosos – como nos remete a palavra Liturgia, por serem aceitos massivamente e de forma inquestionável. Pedro Barbosa juntou sentimentos variados ao se expressar na poesia. Os fatos reais que espantam, transtornam e revoltam fogem no tempo, passam de forma efêmera, pois a maioria da população segue a vida, convivendo com essa realidade de forma a parecer que ela é aceitável.

Trechos 

“Desconstrução”

Desejou somente

Pão, paz e justiça

Direita e esquerda

apenas suas mãos calejadas

“Bala Perdida”

De colecionar

Cadáveres se vive

Até tornar-se

Caminho e vontade

No dorso da bala

Pólvora queima

Despacha o espírito

Carne traída

Um pé no ar

Empapado de sangue

Coagulam no peito

Tantas fatalidades

Abolido foi o crime

De tão frequente

“Tirodicéia”

Nem pergunto mais

 Quem é bala

Quem é mão que dispara

“Baile”

Nos bailes

Da vila

Os falos

Perdidos

Entre os pares

de coxas

Fabricam a vida

Desdenham da sorte

Sob chuva

De balas

Festivas


“Liturgia da Bala” 
Lançamento dia 26, às 19h
Canto Madalena, Rua Medeiros Albuquerque, 471, São Paulo
Em 5ª edição, Acesso traz “Meus olhos te tocam”

Em 5ª edição, Acesso traz “Meus olhos te tocam”

Moles apresenta retratos pós-convivência com povo de Benim

Moles apresenta retratos pós-convivência com povo de Benim