Aos 90 anos de Tito Madi, o cineasta Bezerril lança documentário

Aos 90 anos de Tito Madi, o cineasta Bezerril lança documentário

"TITO MADI - Tempo de Amar" mostra vida e obra do artista que integrou a história da Música brasileira

O longa-metragem realizado pelo cineasta José Maria Bezerril, com produção do jornalista, compositor popular e produtor cultural Luiz Carlos de Souza, chega ao mercado comercial depois de primoroso trabalho independente. As pesquisas começaram em 2015 e aprofundaram-se através do uso de recursos próprios e ajuda de amigos numa espécie de “cooperativa informal", com o objetivo de registrar a importância de Tito Madi (1929-2018) para a música brasileira. Segundo Luiz Carlos de Souza, o filme já estava pronto antes da morte do artista em setembro de 2018, “Tito Madi já tinha visto uma cópia”. Na reprodução acima, o cineasta José Maria Bezerril.

Tito Madi, precursor da bossa Nova, é homenageado com lançamento de documentário no Rio de Janeiro

Tito Madi, precursor da bossa Nova, é homenageado com lançamento de documentário no Rio de Janeiro

A presença de Tito Madi

O documentário apresenta o próprio Tito Madi relembrando sucessos, histórias de sua vida como compositor e cantor e as noites vividas em boates na busca pela sobrevivência. Há depoimentos de Ruy Castro, Ellen de Lima, Áurea Martins, Gilson Peranzzetta e Roberto Menescal, entre outros amigos e admiradores do compositor, com destaque especial para o depoimento de Cauby Peixoto (1931-2016). “O que mais me marcou foi a sinceridade de Tito Madi em falar da sua vida, do amor, das ilusões e das desilusões”, diz Luiz Carlos de Souza.

Num resgate excepcional, o documentário eterniza, com o próprio Tito Madi, parte da história da MPB

Num resgate excepcional, o documentário eterniza, com o próprio Tito Madi, parte da história da MPB

Mais do que guardar parte da história da Música brasileira, esse filme nos lembra o quanto ainda temos a resgatar e a reviver de uma época que não pode ser esquecida. O documentário de José Maria Bezerril cumpre essa proposta e traz inclusive cenas contemporâneas como o show "Para Tito Madi, com carinho e amor", de 2017, com os cantores Olivinha Mansur, Luiza Cysne, Iracema Werneck e Marcio Lott, e o lançamento, em 2014, do CD “Gilson Peranzzetta - Tito Madi / Quero Te Dizer Que Eu Amo”.

O documentário inclui eventos contemporâneos como o lançamento do CD com Peranzzetta em 2014

O documentário inclui eventos contemporâneos como o lançamento do CD com Peranzzetta em 2014

“É muito importante documentarmos visualmente em curtíssimo, curta e longa-metragem nossa realidade histórica, social, política e cultural. Pois é se vendo na história que é narrada em filme, vídeo, cinema digital, celular ou outra mídia, que ele - o público -, que se assiste, repensa seu papel como indivíduo, pessoa, cidadão, ser social e coletivo. E fazemos bons documentários e as pessoas gostam de assistir”, comenta o diretor José Maria Bezerril sobre a onda de biografias. Em depoimento, o jornalista e escritor Ruy Castro - autor do livro "A noite do meu bem - história e as histórias do samba-canção" - ressalta a influência musical de Tito Madi aos  jovens compositores, futuros bossa-novistas da época, dentre eles Roberto Menescal.

O sucesso de “Chove lá fora” notabilizou Tito Madi e foi interpretado por inúmeros cantores

O sucesso de “Chove lá fora” notabilizou Tito Madi e foi interpretado por inúmeros cantores

Precursor da bossa Nova

Para o diretor José Maria Bezerril, “um documentário sobre o Tito Madi é falar de clássicos românticos da MPB, como: ‘Chove lá fora’, ‘Cansei de ilusões’ , ‘Não diga não’ e outros. É falar do compositor/cantor, coisa rara em sua época, das transformações causadas pelas suas canções na beleza de sua voz inédita para época e de sua presença ícone na história da música popular brasileira. É falar do moderno, início da bossa Nova, do sucesso pré-bossanovista do seu ‘Balanço zona sul’. Falar da consagração de seu nome Tito Madi nas badaladas noites cariocas das boates de Copacabana e de seu triunfo no memorável Beco das Garrafas: reduto da MPB das décadas de 1950 a 1960. Assim, pensei e fiz ‘TITO MADI - tempo de amar’".

“TITO MADI - tempo de amar” resgata o mundo vivido pelo artista que completaria 90 anos neste 2019

“TITO MADI - tempo de amar” resgata o mundo vivido pelo artista que completaria 90 anos neste 2019

Ficha técnica

Título: TITO MADI - tempo de amar

País: Brasil

José Maria Bezerril e Luiz Carlos Souza: filme foi realizado com recursos próprios e “cooperação informal”

José Maria Bezerril e Luiz Carlos Souza: filme foi realizado com recursos próprios e “cooperação informal”

Gênero: Documentário musical

Ano: 2018

Tempo de duração: 1h20min

Roteiro e Direção: José Maria Bezerril

Produção: Luiz Carlos de Souza e José Maria Bezerril

Fotografia e Montagem: José Maria Bezerril

Edição: Gil Sarmento e José Maria Bezerril

Contato: josemariabezerril@yahoo.com.br / (21) 2551-6431 - 99220-4743 WhatsApp - 99314-2734

Classificação etária: Livre

“TITO MADI - Tempo de Amar”

Lançamento dia 23, às 19h, com show às 20h30

Cineclube Ricamar / Casa da Bossa / Sala Municipal Baden Powell, Rio de Janeiro

tito5.JPG


















"Scorzelli" apresenta inéditas de Roberto e Marcos em galeria carioca

"Scorzelli" apresenta inéditas de Roberto e Marcos em galeria carioca

“#DIVAS NÃO PEDEM PERDÃO” explora o universo feminino

“#DIVAS NÃO PEDEM PERDÃO” explora o universo feminino