Recentes de Araken extrapolam limites em "Interações"

Recentes de Araken extrapolam limites em "Interações"

Individual do artista apresenta 15 obras inéditas, entre pinturas e objetos 

   “Interações” apresenta conjunto de trabalhos recentes de Araken traz resultados de estudos sobre possibilidades de luminosidade e suportes. As pinturas e objetos aparentemente diferentes na forma e no tipo de material ganham ordenação planejada na mostra, destacando certa conexão entre as peças. “Fortaleza”, pintura sobre tecido rendado cearense, é um dos destaques. Na imagem acima, “Capa”, que é considerada pelo artista como uma espécie de amuleto para “impedir as interferências externas”.

Múltiplos

   Araken é o nome artístico de Hipólito da Costa, que transita como artista plástico, aviador, arquiteto, filósofo e teólogo. Talvez essa gama de conhecimentos seja a motivação de sua intensa experimentação, que gira em torno de variados suportes. Uma das obras nessa individual, por exemplo, é uma escultura que simula um prédio com uma escada que conduz ao topo onde se encontram três pessoas: um negro, um branco e uma indígena. “Representa a nossa miscigenação à procura de uma identidade. O ver e o fazer artístico provocam interações e aprofundam o olhar sobre a realidade” sintetiza o artista.

Araken, Divisa, técnica mista, 100 x 70cm

Araken, Divisa, técnica mista, 100 x 70cm

“Interações”
Abertura, dia 20 de junho, às 19h
Término dia 16 de julho, às 21h
Galeria TAC, Rio de Janeiro
Coletivo Apoena evoca representações sociais em "Joias folheadas"

Coletivo Apoena evoca representações sociais em "Joias folheadas"

Mostra de "cinema realidade" grego contemporâneo

Mostra de "cinema realidade" grego contemporâneo